sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Troca de Experiência

Depois que me vi mãe minha vida ganhou um fôlego novo, um brilho diferente e uma leveza sem igual. Tudo ficou verdadeiramente lindo.

Ando desde então refletindo e revendo velhos conceitos e práticas. Brigo menos, falo menos, curto mais, amo mais. Me tornei mais tolerante comigo e com os outros. Dou valor a gestos simples, a delicadeza da vida.

Essa mudança se deu logo após a Valentina descobrir suas mãos, há umas duas semanas. Desde então, ela passa longos minutos contemplando suas mãozinhas, seus olhos brilham e ela sorri numa alegria difícil de traduzir. Ela anda me deixando muito mais fascinada...

É muito interessante a convivência com um bebê tão pequeno. Ela vive me ensinando coisas, eu vivo reaprendendo. É uma troca sem fim. Essa nova descoberta dela significou um novo mundo, agora ela consegue pegar objetos, tocar o rosto, colocar a mão na boca. Já pra mim, passei a dar mais atenção e valor a minhas mãos! Já pararam para imaginar como seria se não tivéssemos esses membros? Nos acostumamos tanto com determinadas condições que esquecemos muitas vezes de agradecer o simples fato de estarmos saudáveis. Um bebê de quase três meses nos ensina muito, e a toda hora!



Nos ensina a agradecer todo dia por tudo, seja por um abraço gostoso, um banho de mar, um carinho, uma música ou o simples fato de termos a oportunidade de olharmos!

4 comentários:

  1. Tá uma princesa essa Valentina! Fofa demais! Quero pegar no coooooloooooo, encher de beijo, ai que coisa! Adorei a troca de experiência! bjsssssssss

    ResponderExcluir
  2. Ai que inveja dessa chupeta...rsrsrs o Igor não quer saber delas, já comprei de todas as cores tamanhos e formatos, ele cospe longe e faz ânsia de vômito...rsrsrs sem contar nas mamadeiras já tenho 4 modelos diferentes em casa e nada, não quer nem um leitinho quando preciso sair e ele fica com o Papai... um trabalho.... o leite a mesma coisa cospe fora, grita, empurra com a língua...só quer o peito da mamãe... haja coluna...rsrsrs. Fico pensando quando eu voltar a trabalhar até lá tenho que ir tentando quem sabe uma hora ele pega uma mamadeirinha.

    ResponderExcluir
  3. Dulcinha!
    Estou tão babona que nem me aguento!!1
    Você vai ver que maravilha é esse mundo da troca de experiência.. uma loucura!
    To bem doida pra conhecer o Caio.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi Andrea!
    Cada bebê é de um jeito mesmo né?
    Como a Valentina teve dificuldade de sugar quando nasceu foi sugerido que comprássemos uma chupeta, dai essa que aparece na foto foi a primeira que o papai viu pela frente e comprou! Ela não curte muito não, mas gosta de iniciar o soninho com ela. A mamadeira ela já usou dois modelos e se adaptou numa boa. Quanto ao leite também. Isso que você comenta sobre voltar ao trabalho é de se pensar né? Mais vai insistindo que logo ele pega a mamadeira!
    Abraço e até mais

    ResponderExcluir