terça-feira, 22 de novembro de 2011

Valentina: A Importância dos Estímulos em seu Desenvolvimento

Desde seu nascimento até próximo ao primeiro mês, o bebê pouco interage com as pessoas. Dormir e comer, é basicamente isso que fazem... Ao término desta fase, sentimos mudanças repentinas nesta rotina. Agora o bebê fica maior tempo acordado e já emite sons diferentes, parece que quer "conversar", interagir com você e com o ambiente em sua volta. Neste momento, senti a importância de apresentar para a Valentina como é o "mundo lá fora". Não que ela não tenha saído de casa até esse momento, mas agora fazia isto acordada, facilitando nossa comunicação.

Desde a gestação costumava cantar, conversar e ouvir música sempre interagindo com a barriga e, após o nascimento, continuei a fazer, mesmo com ela dormindo praticamente o dia inteiro. Acho muito importante introduzir desde cedo a musicalidade e a fala (correta das palavras) com nosso bebê, pois nesta fase costumo dizer que eles são "estrangeiros" tentando se comunicar. Então pra que ensinar a falar as palavras de forma errada? Pra que o retrabalho não é mesmo? Também li em alguns estudos que a música clássica para as crianças (principalmente os bebês) contribui para o desenvolvimento da inteligência, e como crescer inteligente não faz mal a ninguém, tentamos sempre deixar rolando uma musiquinha clássica ou jazz.

Com um mês e meio a Valentina já adorava ficar balbuciando sons como "arg", ãaa", coisinhas gostosas assim, e adorava bincar, principalmente com objetos de cores fortes, o vermelho é sua cor preferida até hoje.


Pesquisando na internet sobre brinquedos e atividades para a fase dos 0 aos 3 meses descobri o "tapete de atividades", também conhecido como "ginásio de atividades". Depois de muitas pesquisas de preços nas lojas aqui de Floripa e na internet comprei um para minha pequena. O preço varia de 150  à 370 reais, dependendo do modelo e marca. Quando montei o tal brinquedo e a coloquei para testá-lo ela quase teve um troço de tão feliz que ficou! Vale muito a pena por que eles aproveitam por muito tempo.

Com  esse brinquedo consegui mantê-la distraída por um certo período (15 a 20 minutinhos), parece pouco mas nessa fase eles enjoam muito fácil de ficar no mesmo lugar, com os mesmos brinquedos, dai a solução é sempe ir trocando. E para quem fica sozinha com o bebê em casa, como é meu caso, consigo ir ao banheiro, comer alguma coisa, lavar um louça, essas coisas.

Além do tapete, para esta fase é sugerido o móbile de berço ou carrinho  A Valentina ganhou de sua madrinha Mariana um da marca Chicco, bem lindo. São três coelhinhas fofinhas que cantam e dançam. Mas como o móbile fica no berço preferi apresenta-lo para ela como um brinquedo  "pré sono", assim quando a colocamos no berço ainda acordada, ligamos a musiquinha e ela vai adormecendo aos poucos, uma fofa! Dessa forma, ela já relacionou o móbile ao sono, e não a brincadeira, que ficou a cargo do tapete mesmo. E por ai vai... O importante é estimular os bebês, seja por meio destes brinquedos, por diálogos, danças, jogos, pois eles precisam muito disso!

Acho que toda mãe sempre procura proporcionar o que há de melhor neste mundo para seus filhos, e eu não sou diferente! Para isso, sempre estou lendo literaturas relacionadas ao desenvolvimento dos babys tanto na fase que ela está (agora com dois meses e meio) e já aproveito para espiar o que virá na sequência, assim já vou me preparando para as brincadeiras da melhor maneira possível. Até o momento esta tática está dando resultados positivos. É o que essa carinha me sugere não é mesmo?

4 comentários:

  1. Que simpática Meu Deus, hahaha!! Cada dia mais linda!!! Amooo

    ResponderExcluir
  2. Sou suspeita né?
    Realmente, cada dia mais linda!!!
    Vocês estão me devendo uma visitinha né?
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Lu ela é mais linda pessoalmente!
    uhauhauhahuahu
    beijinhosss

    ResponderExcluir